Símbolos

BANDEIRA

BRASÃO    

O Brasão do município foi idealizado para passar a seguinte expressão: Bananal, orgulho de São Paulo, dentro do Brasil.

A concepção e feitura desse projeto inspirou-se na norma heráldica: quanto menos figuras, maior nobreza.

DESCRIÇÃO HERÁLDICA



Escudo redondo português; em campo de prata, três morros de sinople; no centro, uma estrela de prata e, no terraço, cortado por um rio de prata; encimado pela Coroa Mural de ouro, de quatro torres, três ameias e sua porta cada uma; com suportes à direita, três bandeiras do Império e, à esquerda, três bandeiras paulistas; no listel de sinople, enramado de café ao natural, em letras de prata, a divisa ORTA LABORE, e os milésimos 1849 e 1949.


SIGNIFICADO

Escudo redondo português - como os são os das cidades de portugal, homenagem aos colonizadores da antiga fundação indígena;

Em campo de prata - cor simbólica da bondade, pureza e vitória, qualidades características da povoação de Bananal;

Três morros - indicando o terreno montanhoso do município;

De sinople (verde) - cor que simboliza a juventude, esperança e alegria, com os campor verdejantes que constituem a esperança sempre renovada e a alegria do povo;

No centro - ou abismo do escudo, que representa o coração;

Uma estrela de prata - símbolo da ascendência que o município teve sobre outros da então província de São Paulo;

No terraço - para significar sustento;

Cortado por um rio de prata - o rio Bananal, que deu  nome à cidade, que se chamava originalmente Banani, ou seja, rio sinuoso. O símbolo característico e a fonte vital em meio aos campos férteis;

Encimado pela Coroa Mural de ouro - coroa de metal;

De quatro torres, três ameias e sua porta cada uma - das quais duas somente se vêem, uma completa ao centro e meia de cada lado, como estabelecem as leis de perspectivas heráldicas;

Como suportes - ornamentação exterior que não obedece a regras estabelecidas;

À direita - (a direita do escudo está sempre à esquerda do observador), por isso ao lado de honra;

Três bandeiras do Império - para indicar a elevação da Vila à categoria de Cidade;

À esquerda, três bandeiras paulistas - altivo símbolo do povo bandeirante que muito deve ao industrioso povo de Bananal, o guarda fiel e vigilante na fronteira do Estado;

No listel de sinople - repetem-se as cores do escudo nos seus acessórios, como é a boa regra em heráldica;

Enramado de café ao natural - o principal produto que trouxe o desenvolvimento do município;

Em letras de prata - pois que as letras serão sempre de metal;

A divisa ORTA LABORE - que significa "tive minha existência no trabalho", traduzindo assim a história desta cidade que, pelo esforço do povo, nasceu e cresceu;

Os milésimos 1849 e 1949 - indicando as datas de elevação da Vila à categoria de Cidade e a de seu primeiro centenário.


HINO

HINO OFICIAL DE BANANAL


Letra: Alcides Pereira Peixoto
Música: Bráulio de Souza

Bananal , tua história é tão linda
Toda cheia de afeto e de luz
Teu passado de gloria é ainda
Relicário de fé que reluz

Levantada por entre montanhas
Por um povo que amava o Brasil
Labutou em ingentes façanhas
E mostrou ser herói e viril

Salve, salve, cidade leal
Honra e glória de imenso país
Para nós teu passado é fanal
De um futuro risonho e feliz

Terra virgem que o escravo lavrou
Transformando em brilhante tesouro
De teu solo que Deus preparou
Vicejaram belos frutos de ouro

De verdes cafezais, um colar
Foi ornado de tua pujança
No passado tornou-se sem par
No presente és cidade, és herança

Salve, salve, cidade leal
Honra e glória de imenso país
Para nós teu passado é fanal
De um futuro risonho e feliz

Da província paulista, pioneira
Foste estrela de brilho invulgar
Engastada no azul, altaneira
Desta pátria no céu a pairar

Terra márter de ilustre barões
Que levaram o teu nome além-mar
Celebra-te as excelsas lições
É viver é amar, despertar

Salve, salve, cidade leal
Honra e glória de imenso país
Para nós teu passado é fanal
De um futuro risonho e feliz.
Tecnologia do Blogger.